sexta-feira, 19 de outubro de 2018

A postura oportunista de apoio a Jair

Por Dr. Evandro Borges
Advogado

Na condição de cidadão acompanho a trajetória política de diversos detentores de cargos públicos, para tentar conhecer melhor, o posicionamento e a dar qualidade à capacidade de interpretar os fatos correntes do contexto político local e nacional, para opinar como mínimo de qualidade e de conhecimento, principalmente, em averiguar as mudanças e transformações que estão passíveis de ocorrerem.

Neste sentido, juntando diversos fatos políticos vai se aos poucos formando uma opinião, avaliando o passado e o presente dos agentes políticos e dos candidatos a representação popular de cargos importantes da República, tanto da União, como também, aos cargos políticos de direção dos Estados, dentre os cargos, um dos mais importante é o cargo de Governador.

O candidato do PDT desde o início de sua trajetória política tentou se diferenciar da família Alves, com posições e propostas apresentadas na Assembleia Legislativa, na sua participação como líder do Governo Garaibaldi Filho, e no seu apoio incondicional a Vilma de Faria, figurando inicialmente na condição de Vice-Prefeito, e depois fazendo o contraponto a Micarla de Souza.

A saudosa Governadora assumiu as bandeiras do Partido Socialista Brasileiro, aliando-se a Miguel Arraes e depois a Eduardo Campos, construindo um PSB no Estado, e contando com o apoio do candidato do PDT, auxiliando as pretensões do ora candidato, que sempre se mostrou de difícil diálogo, principalmente com os Vereadores e com os mais diversos segmentos sociais.

A postura em relação à Presidência da República no atual momento é um “divisor de águas”, com uma candidatura que desperta o ódio, a falta de base democrática, de ausência de pluralidade e de convívio, do incitamento a violência praticada pelos seus partidários e de total afronta as minorias, chegando aos raios do fascismo, portanto para os democratas com um mínimo de comprometimento com a democracia representativa, não se pode pactuar.

O apoio a Ciro candidato oficial do PDT já foi um tanto tímido, e no segundo turno sair para apoiar Jair significa um oportunismo sem tamanho, uma profunda contradição pelo passado que tentou construir, inclusive chegando apoiar Fátima Bezerra para Prefeita de Natal, postura esta, de ordem política, rejeitada nas eleições de sete de outubro, com uma brutal renovação saída das urnas.

O candidato do PDT indiscutivelmente não é afeito ao diálogo, que digam os Vereadores, os sindicalistas dos servidores públicos, que conseguiram uma data base judicial, mesmo assim o candidato não respeitou, imagine um Estado em crise profunda com um possível Governador que não se dispõe a efetuar o diálogo, de buscar uma grande concertação, que envolva os parlamentares estaduais e federais, e os segmentos econômicos e sociais.

O apoio a Jair do candidato do PDT, inclusive contrariando orientação nacional do seu Partido, é oportunista, eleitoreira, retrograda, contra a fidelidade partidária, que deve merecer o desprezo dos eleitores e cidadãos do Estado, está apenas, nos marcos da política do passado, rejeitada de forma veemente nos resultados das urnas de sete de outubro último.

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Justiça determina retirada de material ilegal contra Fátima Bezerra no Facebook

O Tribunal Regional Eleitoral do RN (TRE-RN) determinou, neste sábado (13), que a página do Facebook Liberalismo Econômico (@liberalismorn) retirasse do ar imediatamente o conteúdo patrocinado em que afirmava que a candidata Fátima Bezerra "não tem algum tipo de planejamento para governar o RN".

O TRE-RN entendeu que se trata de propaganda irregular na internet, impulsionando postagem negativa sobre a candidata, após pedido de liminar da Coligação Do Lado Certo. "No âmbito eleitoral, é vedado o recurso à publicidade para terceiros, podendo fazê-los apenas os próprios candidatos", diz a ação.

O Tribunal determinou a remoção definitiva das publicações e aplicação de multa diária de R$ 30 mil em caso de descumprimento e solicitou ao Facebook que apresente dados de IP, registros de conexão e registros de acesso dos repsonsáveis pela página impugnada para identificação dos autores.

"Pela segunda vez, temos êxito neste tipo de ação e esperamos que os próximos dias que antecedem a votação em segundo turno sejam para debater propostas de forma séria, transparente e honesta", afirmou a candidata Fátima Bezerra. "A minha história é de conhecimento dos potiguares e é uma história de luta pelo desenvolvimento deste Estado", completou.

Em Montanhas Jocelino Dantas afirma que é preciso refletir sobre quais dos dois projetos em disputa eleitoral se aproxima mais da classe trabalhadora

Em Montanhas na posse da nova diretoria do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais o Secretário de Política Agrícola da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Rio Grande do Norte (FETARN) afirmou que dentre os dois projetos em no momento eleitoral é preciso que a classe trabalhadora faça uma reflexão. 

Qual o que mais se próxima das propostas da classe trabalhadora e que menos suprime direitos e qual o que representa o sentimento de ódio, ditadura, tortura, preconceito e tantas outras coisas ruins. No momento o dirigente parabenizou e deu a posse a nova diretoria que assume como presidente, Miguel Manoel dos Santos. O ex-presidente e atual Secretário Municipal de Agricultura do Município, Rogério Barbosa da Silva continua como Primeiro Secretário.

Jocelino ainda enfatizou a honradez de está na terra natal do presidente Fundador da CUT/RN e ex-tesoureiro da FETARN, saudoso Eliziel Barbosa da Silva pai de Rogério. O momento também contou com a participação de Dr. Evandro Borges e de Samara Fracione, diretora da Cooperativa Agropecuária Cacho de Ouro e Secretária Executiva do Fórum Potiguar de Economia Solidária.







PTD Nacional poderá expulsa Carlos Eduardo Alves por apoiar Bolsonaro

O PDT vive um incêndio interno. Pelo menos 15 membros do Diretório Nacional enviaram carta à Comissão de Ética do partido pedindo a expulsão de candidatos ao Governo que vão disputar o 2º turno, por apoiarem Jair Bolsonaro (PSL) para presidente. 

Dentre eles está Carlos Eduardo Alves que disputa o segundo turno aqui no RN contra Fátima Bezerra, o que não é novidade porque ele sendo da família que é e que agora tenta se esconder sem nem querer usar o sobre nomes Alves já mostra pra que veio.

Com representações de 70 municípios, PSB anuncia apoio à eleição de Fátima Bezerra

O PSB do Rio Grande do Norte anunciou, na manhã deste sábado (13), apoio à candidatura ao Governo do Estado da senadora Fátima Bezerra (PT). O anúncio foi feito na sede do Diretório Estadual do partido, em Natal, pelo seu presidente, o deputado federal Rafael Motta, e contou com representações de 70 municípios.

“Apesar de existir um entendimento nacional entre os partidos, essa é uma escolha com motivações locais. Conheço Fátima e nós defendemos muitas bandeiras juntos, em Brasília. Além disso, a cada discussão interna, na legenda, o apoio à sua candidatura saía mais fortalecido. Os socialistas querem dar esse voto nela”, disse Rafael.

O deputado federal reeleito, que preside o PSB no RN, referiu-se às representações dos 70 municípios que foram pessoalmente ao partido manifestar apoio à Fátima Bezerra. São prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e lideranças municipais que chegam para somar na eleição da senadora como governadora do Estado.

Fátima Bezerra disse que estava muito à vontade em caminhar ao lado do PSB. “Este partido tem uma história de luta em defesa da democracia. Temos muitas afinidades, muitas bandeiras em comum. Inclusive, já era para estarmos juntos desde o primeiro turno. O apoio do PSB fortalece a nossa caminhada rumo à vitória”, falou Fátima.

O anúncio contou com a presença da senadora eleita Zenaide Maia (PHS), dos deputados estaduais Ricardo Motta (PSB) e Carlos Augusto Maia (PCdoB) e do vereador de Natal Franklin Capistrano (PSB), além das lideranças dos municípios representados.








 Texto: Assessoria de Imprensa do PSB/RN

sábado, 13 de outubro de 2018

FETARN e STTR Parazinho realizam jornada sindical em 13 comunidades e mobilizam mais de 250 trabalhadores e trabalhadoras rurais

A Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares dos Estado do Rio Grande (FETRAN) conjuntamente com o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Parazinho mobilizaram nos últimos dias 10 e 11, jornada sindical em 13 comunidades rurais do município. A ação mobilizou mais de 250 trabalhadores e trabalhadoras rurais com o objetivo de apresentar os objetivos da Federação e do Sindicato e apresentar as novas formas de acesso aos direitos, dentre eles os previdenciários.

Assuntos como Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS Rural), Recadastramento Sindical e acesso aos benefícios da previdência social estiveram entre a pauta. A ação foi acompanhada pelo Secretário de Política Agrícola da FETARN, Jocelino Dantas, do presidente do Sindicato local, José Antônio da Silva, do assessor de Política Sociais da FETARN, Paulo José da Silva, Pelo tesoureiro do STTR de João Câmara e vereador Renda, da Secretária do STTR de João Câmara, Manoela Azevedo, do Coordenador de Jovens do STTR de João Câmara, Welington (Novinho) e demais diretores do Sindicato local.